sexta-feira, 3 de abril de 2020

Durante a quarentena...

Marcia Calmon e Tranka interpretam
“Stop, Look, Listen (to your heart)”


Aproveitando a quarentena, Tranka Oliveira e eu fizemos, de brincadeira, esta gravação: é a nossa versão de Stop, Look, Listen (to your heart), de Linda Creed e Thom Bell, que fez muito sucesso nas vozes de Diana Ross e Marvin Gaye. Quando eu era criança, ouvia esta música o dia inteiro e, claro, cantava junto! 

- Tranka Oliveira: arranjo e teclados 
- Marcia Calmon: arranjo e vocais 
- fotos de Marcia Calmon e Tranka: Sergio Murilo, Adonay Pereira e arquivo pessoal
- mixagem e vídeo: Marcia Calmon

Para ver a foto em tamanho original, clique nela com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger! Um abraço!


domingo, 29 de março de 2020

Waldir Calmon bate recorde de vendas

A festa dos 100.000 discos!


Em 1957, o pianista e compositor Waldir Calmon atingiu a incrível marca de 100.000 LPs vendidos - somente da série Feito para Dançar e não contabilizando os 78rpm. Um marco inédito para um artista popular no Brasil, pois vitrolas e LPs, por causa do preço, não eram acessíveis a boa parte da população. O fato foi divulgado em toda a imprensa e uma grande festa aconteceu na boate de Waldir, a Arpège (Leme, RJ). Abaixo, algumas das notícias sobre o assunto, em edições da Revista da Semana e da Revista do Disco. Também duas paradas de sucesso, mostrando que Waldir Calmon conseguia emplacar até quatro LPs, simultaneamente, nas paradas. Ele chegou a gravar seis LPs em um único ano.

EM TEMPO: na crônica de Fernando Lobo (o pai do compositor Edu Lobo), ele fala que Waldir Calmon, antes de ser um sucesso em vendas, era o pianista preferido da produtora Rádio Propaganda para gravar jingles. Ele gravou, inclusive, uma versão do famoso jingle do colírio Moura Brasil: "duas gotas, dois minutos, dois olhos claros e bonitos", de Miguel Gustavo.

- fotos 1 e 2: Crônica de Fernando Lobo sobre o evento na boate Arpège. (Revista da Semana, ed 28, em 13/07/57)
- foto 3: capa da edição 28, da Revista da Semana, com a miss Brasil Teresinha Morango (13/07/57).
- fotos 4 e 5: Nota sobre o evento na Revista da Semana, ed 26, em 29/06/1957.
- foto 6: capa da edição 26, da Revista da Semana, com a atriz Míriam Percia (29/06/1957)
- fotos 7 e 8: Nota sobre o lançamento de mais um Feito para Dançar (Revista da Semana, ed 29, em 1957)
- foto 9: capa da edição 29, da Revista da Semana, com a colunista Gilka Serzedelo Machado (1957)
- foto 10: Nota sobre o evento na Revista do Disco ed 55, de 1957.
- fotos 11 e 12: Paradas de sucesso publicadas na Revista do Disco. A primeira é da ed 49 (1957), e a segunda, da ed 64 (1958), abrindo com o LP Quando os Astros se Encontram, de Waldir Calmon e Ângela Maria.

Para ver as fotos em tamanho original, clique nelas com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!














No vídeo, Waldir Calmon e seu conjunto interpretam Eu Não Existo Sem Você (Tom Jobim - Vinícius de Moraes), do disco Feito para Dançar 10 (Rádio, 1958).

A Arpège e o cinema nacional

Assassinato em Copacabana


O suspense Assassinato em Copacabana (Eurides Ramos, 1962) usou a boate Arpège, de Waldir Calmon, como cenário para boa parte do filme. O protagonista é o proprietário de uma boate, um "rei da noite" e, no elenco, Milton Moraes, John Herbert, Norma Blum, Mario Lago, Herval Rossano, Sebastião Vasconcelos e Perry Sales, entre outros. Na foto acima, cartaz do filme e, na segunda, registro de uma cena com John Herbert e Sebastião Vasconcelos.

A cantora Sylvia Telles fez uma participação, cantando Demais (Tom Jobim - Aloísio de Oliveira) e dublando a protagonista Maria Petar na música Felicidade (Tom Jobim - Vinícius de Moraes). A boate Arpège ficava na rua Gustavo Sampaio, 840-A, no Leme, RJ - point de algumas das boates mais famosas do Brasil, nos anos 50, como Drink, Sacha's, Fred's e Vogue.

Para ver a foto em tamanho original, clique nela com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!



A vida noturna carioca nos anos 50

as boates de maior sucesso e os donos da noite


Grande matéria na Revista da Semana (edição 20, de 18 de maio de 1957), mostrando a concorrida noite do Rio de Janeiro e assim seria até a transferência da capital federal para Brasília, em 21 de abril de 1960. Alguns jornalistas diziam que os negócios eram feitos, durante o dia, nas empresas, nos Ministérios e no Palácio do Catete, e as negociatas, à noite, nas boates... As mais concorridas boates da época são citadas na reportagem, como Arpége, Drink, Sacha's e Night and Day. Em destaque, os parágrafos que falam da boate Arpège, do pianista e compositor Waldir Calmon. A foto acima mostra a capa da edição com a socialite Patrícia Soares Sampaio. 

Para ver as fotos em tamanho original, clique nelas com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!









Lamento (Djalma Ferreira - Luiz Antônio), com Djalma Ferreira e os Milionários do Ritmo - com Miltinho na voz solo. As imagens foram gravadas na boate Drink, em 1958, e o áudio foi extraído do LP Drink
- órgão: Djalma Ferreira 
- piano: Ed Lincoln
- vocal: Miltinho
- baixo: Waltel Blanco
- bateria: Hugo

Mais um lançamento!


O Sol (Marcia Calmon – Tranka Oliveira)


Mais um lançamento nosso: a inédita O Sol (Márcia Calmon - Tranka Oliveira) que está em todas as plataformas digitais para ouvir e/ou fazer download!  O Sol fala de nosso astro-rei, de seu calor e de todo alto astral que ele nos proporciona!

E, como algumas pessoas me pediram a partitura e a letra da música, aqui estão, em formato JPG para impressão! Se você preferir em formato PDF, comunique-se comigo que lhe enviarei. Para ver as fotos em tamanho original, clique nelas com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!






- arranjo: Marcia Calmon e Tranka Oliveira
- teclados: Tranka Oliveira
- vocais: Marcia Calmon
- foto: Adonay Pereira

Waldir Calmon e Arpège

Lembrança da boate!


Com o programa de rádio, encerramos as comemorações pelo centenário de meu pai, o pianista e compositor Waldir Calmon. Continuarei com as postagens sobre sua carreira, mas, a partir de agora, não usarei mais o título “Centenário de Waldir Calmon”.

Este copo tem mais de cinquenta anos e foi da boate de Waldir Calmon - a Arpège (Leme, RJ)! Para ver a foto em tamanho original, clique nela com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!


Acima, a interpretação de Waldir Calmon para o choro Os Pintinhos no Terreiro (Zequinha de Abreu) que está no Feito para Dançar 7 (Rádio, 1958).

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Centenário de Waldir Calmon (41)



Coloquei na internet o programa sobre Waldir Calmon que foi ao ar na webradio Let The Music Radio Brazil, em janeiro de 2020. Nele, faço um resumo da carreira de meu pai com muita, mas muita música, e falo das dezenas de LPs que gravou, de seus maiores sucessos, da boate Arpège, do sambalanço, da parceria com Ângela Maria etc... É para dançar!!! Um abraço!



quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Centenário de Waldir Calmon (40)

Waldir Calmon e Roberto Carlos


O pianista e compositor Waldir Calmon com o cantor e também compositor Roberto Carlos, no comecinho dos anos 70, no extinto Canecão (Botafogo, RJ). Nesta época, Roberto fazia longas temporadas de fim de ano na casa, de dois em dois anos, e meu pai tocava antes e depois dos shows. Em uma destas temporadas, Waldir Calmon tocou harpstring na banda de Roberto Carlos.


Para ver a foto em tamanho original, clique nela com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!


No vídeo acima, as músicas Desabafo e Café da Manhã (Roberto - Erasmo) na interpretação de Waldir Calmon. Estas gravações estão em seu último disco, Feito para Dançar (Copacabana, 1980). Abaixo, as fotos das capas e dos selos:





Centenário de Waldir Calmon (39)

Baden Powell fala da boate Arpège


Entrevista com o violonista Baden Powell na revista Manchete (ed 1402, de 1979). Ele fala que conheceu Vínicius de Moraes, Tom Jobim e Ary Barroso na boate de Waldir Calmon, no Leme, RJ - a Arpège. Nessa noite, Baden abriu o show do já famoso Tom Jobim e Vinícius estava lá para prestigiar o evento. Sorte a nossa!


Na foto 1, detalhe da entrevista; na 2, a página completa e, acima, a capa com Rosamaria Murtinho, Adalgisa Colombo, Marta Rocha e Lílian Sônia. Para ver as fotos em tamanho original, clique nelas com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!

1.

2.


No vídeo acima, Berimbau (Vínicius de Moraes - Baden Powell) na versão de Waldir Calmon, com Marcus Moran no vocal principal. Esta gravação está no LP Novo Feito para Dançar E (Copacabana, 1964) que foi relançado, em 1982, pela Beverly logo após a morte de Waldir Calmon.. Abaixo, as fotos das capas e dos selos.





Centenário de Waldir Calmon (38)

Orquestras de Waldir Calmon e Maestro Cipó


Três gravações dos anos 70: as duas primeiras com Waldir Calmon e sua orquestra, e a última com a Banda Idade Médiado maestro Cipó. Danza de los Sabres (Katchaturian) e Macareña (B. B. Monterde - Calero) estão no LP Discotheque (Copacabana, 1979), de Waldir Calmon, e SWAT Theme (Barry De Vorzon) está no compacto simples da RCA, 1977. O belíssimo solo de Macareña é do trompetista Hamilton e o baixo em SWAT Theme é de Tranka Oliveira.


Discotheque, de Waldir Calmon (Copacabana, 1979):
- arranjos: Pachequinho
- teclados: Waldir Calmon
- guitarra: Hélio Delmiro
- bateria: Picolé
- trompete: Hamilton



terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Centenário de Waldir Calmon (37)





Encerrando as comemorações do centenário do pianista e compositor Waldir Calmon, a webradio Let the Music Radio Brazil e eu vamos homenageá-lo com um programa, falando um pouco de sua carreira e com MUITA música, no dia 28/01/2020, terça-feira, às 22h (reprise em 02/02/2020, domingo, às 14h). Escolhemos esta data porque Waldir Calmon faria 101 anos no próximo 30 de janeiro. Vocês podem acessar a Let the Music Radio Brazil através do app e também através da Simple Radio, em www.streema.com .

Para ver as fotos em tamanho original, clique nela com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!


Ouça Penha (Luiz Peixoto), com Waldir Calmon e conjunto, que faz parte do LP Chá Dançante 3 (Copacabana, 1957).

Centenário de Waldir Calmon (36)

Matéria na revista "O Mundo Ilustrado" (1957)


Matéria na revista O Mundo Ilustrado, ed 2, de 9 de janeiro de 1957, falando do Reveillón nas melhores boates da então capital federal, o Rio de Janeiro. 


- foto 1: detalhe da coluna As Noites Vão e os Fatos Ficam (pág 34), com pequenas notas sobre a noite carioca. 
- foto 2: detalhe da página 31, com foto rara do interior da boate Arpège e Waldir Calmon ao piano. 
- foto 3: página 31 inteira, mostrando a Arpége, a Sacha's, a Night and Day, o Club Leblon e o hotel Glória. 
- foto 4: página 30 inteira, mostrando o Golden Room, do Copacabana Palace, e a Drink, de Djalma Ferreira. 
- foto 5 (acima): capa da edição 2 de O Mundo Ilustrado 


Para ver as fotos em tamanho original, clique nela com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!

1.

2.

3.

4.


Você fica com o mambo Universitário (Perez Prado), com Waldir Calmon e orquestra, que foi gravado originalmente no LP Mambos 1 (Copacabana, 1955).