terça-feira, 12 de novembro de 2019

Show de Aniversário (3)


Vídeo de "I Could Have Danced All Night"



Quero agradecer imensamente a todos (e foram muitos!) que foram nos prestigiar em meu show de aniversário no Alegretti, em Copacabana, RJ. Foi uma noite extremamente agradável, entre amigos e familiares, repleta de alegria e paz. Em agradecimento, posto este vídeo onde interpretamos, Tranka (teclado) e eu (voz), uma das canções da trilha do musical Minha Bela Dama (My Fair Lady): I Could Have Danced All Night (Lerner - Loewe). Depois, posto mais! Aproveito também para agradecer à minha querida amiga Fernanda Dornelles pelo vídeo, pelas fotos e, sobretudo, pela paciência!


quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Show de Aniversário (2)


Convite

No dia 7 de novembro, quinta-feira, será meu aniversário e farei um show novinho em folha para comemorar a data e também meus 35 anos de carreira! Espero vocês lá! Um abraço!

SERVIÇO:
- local: Alegretti Music Bar
- endereço: Copacabana Rio Hotel (Av. Copacabana, 1256, Copacabana, RJ)
- data: 7 de novembro (quinta-feira)
- horário: 21h
- couvert: R$30,00 (em espécie)
- rolha: R$ 40,00
- reservas: 21 99974 5050 (somente WhatsApp)

A seguir, um vídeo em que convido todos vocês para essa celebração!!! A música de fundo é Corcovado (Tom Jobim), na versão que está em nosso CD Tranka & Marcia - Sob Medida.


domingo, 20 de outubro de 2019

Centenário de Waldir Calmon (26)


O custo de uma noitada no Rio de Janeiro em 1958

 

Matéria na Revista do Rádio n° 462, de 19 de junho de 1958, falando de algumas boates da zona sul do Rio de Janeiro - ainda capital federal - e o custo de uma noitada. A boate Arpège, de Waldir Calmon, está na página 4, em destaque. Para ver as fotos em tamanho original, clique nelas com o botão esquerdo do mouse e, quando abrir, clique novamente com o botão DIREITO do mouse. Na janela suspensa, clique com o botão esquerdo em "abrir imagem em nova guia". Veja a foto na nova guia e, se aparecer uma pequena lupa com o sinal "+" , na ponta do mouse, clique novamente com o botão esquerdo e terá a foto no tamanho original. Assim, você poderá apreciar melhor qualquer imagem postada aqui no Blogger!

- foto 1 (acima): capa da edição 462 da Revista do Rádio
- fotos 2, 3, 4 e 5: matéria sobre boates da zona sul do Rio de Janeiro

2.

3.

4.

5.


No vídeo acima, podemos ouvir o delicioso chorinho Noites Cariocas, do grande Jacó do Bandolim - que, em 2019, também completaria 100 anos!!! Viva Jacó do Bandolim!!!

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Centenário de Waldir Calmon (25)


LP “Midnight in Rio”


Como eu disse em outro post, o sucesso do disco Samba Alegria do Brasil, na Austrália – que recebeu o nome Beat of Brazil – fez com que o selo World Record Club lançasse também o Uma Noite no Arpège 1. O vinil, batizado de Midnight in Rio, tinha o seguinte texto, em inglês, na contracapa: “Waldir Calmon, o jovem e brilhante pianista que fez de sua boate Arpège a Meca para todos os amantes da música dançante latino-americana, já teve um outro disco seu lançado pelo selo World Record – ‘Beat of Brazil’, com ótima vendagem. Agora seu grande talento pode ser apreciado neste novo disco, gravado com o mesmo grupo que toca na Arpège.

Midnight in Rio apresenta a essência da música hipnótica de Calmon, tal qual é executada em sua famosa boate. É esta música exótica e glamorosa da América do Sul que milhares de turistas norte-americanos procuram. É a música que se toca na Arpége e que tem assegurado a venda de milhares de discos de Waldir Calmon.

Dos acordes cintilantes do tema de abertura, In The Still of The Night, passando pela seleção de sambas, mambos e choros, para o final nostálgico, com Auf Wiedersehen, o piano latejante de Calmon, com seus acordes e arpejos, é quase sensual em sua intensidade. O ouvinte talvez tenha até um sentimento de alívio quando encontrar interlúdios ocasionais, acompanhados apenas pela bela seção rítmica.

Um toque incomum, e digno de nota neste tipo de disco, é o uso de vozes na série de sambas que abre o lado dois. Há uma sutileza – muito maior do que pode aparentar para alguns ouvintes. Pesquisadores da música dançante latino-americana acharão este disco particularmente interessante por outra razão: os variados andamentos são absolutamente autênticos e revelam como algumas nuances fazem a verdadeira diferença entre tipos de danças afins, como o samba, o mambo e o choro.”

Nas fotos:
- fotos 1 (acima) e 2: capa e contracapa da edição australiana
- fotos 3 e 4: selos do disco 

2.

3,

4.


No vídeo acima, o Maestro Carioca (que era paulista) e sua orquestra interpretam divinamente Samba no Arpège (Waldir Calmon - Luiz Bandeira) e Apito no Samba (Luiz Bandeira).

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Show de Aniversário

Comemorando novo ciclo astral!


No dia 7 de novembro, quinta-feira, será o aniversário de Marcia Calmon e ela e Tranka Oliveira farão um show comemorando a data! O lugar escolhido foi o Alegretti Music Bar, pequeno e acolhedor, para ficarem bem próximos dos amigos que irão prestigiá-los neste  novo começo de ano astral! O repertório será um pouquinho diferente e com músicas que a dupla não toca há tempos.

SERVIÇO:
  • local: Alegretti Music Bar
  • endereço: Copacabana Rio Hotel (Av. Copacabana, 1256, Copacabana, RJ)
  • data: 7 de novembro (quinta-feira)
  • horário: 20h30
  • couvert: R$30,00 (em espécie)
  • rolha: R$ 40,00
  • reservas: 21 99974 5050 (somente WhatsApp)
  • foto: Adonay Pereira


Acima, vídeo com uma das faixas de nosso CD Tranka & Marcia - Sob Medida: Samba da Bênção (Baden Powell - Vinícius de Moraes) e Samba da Minha Terra (Dorival Caymmi). Este disco foi lançado pelo selo Somil e está (felizmente!) esgotado.

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Centenário de Waldir Calmon (24)


Instalação da placa em homenagem a Waldir Calmon



No dia 18 de setembro de 2019, o Instituto FUNJOR e a Prefeitura do Rio, através do IRPH, fizeram a instalação das cinco placas da segunda fase do projeto Patrimônio Cultural Carioca - Circuito Rádio. Uma delas foi dedicada ao pianista, compositor e proprietário da boate Arpège, Waldir Calmon. A placa foi colocada justamente onde funcionou, de 1955 a 1967, a boate: rua Gustavo Sampaio, 840-A, Leme, RJ. Os outros agraciados foram o radialista Manoel Barcellos, a cantora Dalva de Oliveira, o apresentador Paulo Monte e as irmãs Batista. Quero agradecer também à petshop ZeeNow que hoje ocupa o imóvel e permitiu afixar a placa na fachada da loja. 

Abaixo, algumas fotos da instalação da placa e também um pequeno vídeo de agradecimento, gravado por mim e meu irmão, Marcus:
- foto 1 (acima): Meu irmão e eu
- foto 2: Com a viúva do cantor José Ricardo, dona Hercy Maria Tobias, meu irmão Marcus e o grande Ramalho!
- fotos 3 e 4: colocação da placa
- fotos 5 e 6: a placa já instalada

2.

3.

4. 

5.

6.



quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Centenário de Waldir Calmon (23)


Waldir Calmon, a Panair e a Austrália


Em 1943, o Hotel Copacabana Palace (Copacabana, RJ), inaugurou a primeira boate de um Rio que ainda era capital da República: a Meia-Noite, tornando-se logo um grande sucesso e sinônimo de sofisticação. Frequentada por pessoas da alta sociedade, ricos empresários e políticos, em 1948, passou a ser palco de um programa ao vivo transmitido pela Rádio Nacional, diariamente (exceto às segundas-feiras), de 23:30 à 00:30 h. Patrocinado pela também sofisticada empresa aérea Panair, foi batizado Ritmos da Panair e deu tão certo que o patrocinador decidiu investir um pouco mais em música e lançar, periodicamente, discos para distribuir a seus passageiros brasileiros ou estrangeiros. Um destes vinis foi o LP de Waldir Calmon, Samba Alegria do Brasil (Rádio, 1956), que tem o grande sucesso Na Cadência do Samba (Que Bonito É), reeditado em 10 polegadas, ao invés do formato original em 12 polegadas, e com apenas oito das dez músicas gravadas no LP. Curiosamente, todos os lançamentos musicais da Panar tinham a mesma capa.


Talvez por ajudar a popularizar o trabalho de Waldir ao redor do mundo, este mesmo disco tenha sido relançado na Austrália, no formato original de 12 polegadas e com as dez gravações, mudando apenas o nome: The Beat of Brazil (World Record Club, 1959).

- foto 1: logo da empresa aérea Panair
- foto 2: nota sobre a estreia do programa no jornal A Noite (21-07-1948)
- foto 3: anúncio do programa no jornal A Noite (29-07-1948)
- foto 4: capa do LP Samba Alegria do Brasil (Rádio, 1956) original
- fotos 5 e 6: capa (acima) e contracapa dos discos Ritmos da Panair
- fotos 7 e 8: selos do 10 polegadas de Waldir Calmon, relançado pela Panair
- fotos 9 e 10: capa e contracapa do vinil lançado na Austrália. A tradução do texto da contracapa está abaixo das fotos.
- fotos 11 e 12: selos do The Beat of Brazil

Por causa do sucesso deste disco, outro LP de Waldir Calmon foi relançado na Austrália, mas isto é assunto para outro post. Um abraço!


1.

2.

3.

4.

6.

7.

8.

9.

10.

11.

12.



A foto da contracapa não está muito nítida e não consegui ler alguns trechos do texto, mas a tradução é basicamente:


"Pode parecer óbvio, mas você não consegue conhecer a verdadeira música latino-americana a não ser na América Latina. Muitas bandas em muitos países tocam samba, cha cha, etc, mas são apenas uma pálida imitação do fascinante original. E esta é a razão pela qual este disco foi gravado no berço do samba, Rio de Janeiro, pelo mestre dos líderes de bandas no Brasil, Waldir Calmon.

Calmon, pianista e líder de orquestra na famosa boate carioca Arpège, é a última sensação das Américas. Sua batida incisiva, seus arranjos sedutores e aveludados, as cores exóticas que sua orquestra traz a cada número... tudo conspira para tornar este disco uma incrível experiência sonora.

Waldir Calmon esteve em todas as manchetes no ano passado, pois seus discos vendem milhões. E a seleção deste LP que a World Record Club está trazendo para a Austrália, com o título The Beat of Brazil, já arrecadou mais de um terço de milhão de dólares em suas primeiras seis semanada de vendas no somente no Brasil.

Você achará o toque de Calmon mágico, vibrante, apaixonante, repleto das cores quentes dos trópicos, com um ritmo que não o deixará sentado. Ouvir este disco fará você sentir toda a intensa pulsação da música latino-americana, o balanço insinuante dos quadris e o ritmo contagiante dos sapatos riscando o salão sob a lua... Ouça por si mesmo The Beat of Brazil! É Waldir Calmon, impecável."


Acima, você ouve a gravação de Dinorá (Benedito Lacerda) que está nos LPs Samba, Alegria do Brasil (Rádio, 1956) e The Beat of Brazil (1959)

domingo, 1 de setembro de 2019

Centenário de Waldir Calmon (22)


Comemoração dos 70 anos de Marlene como rainha do rádio e do centenário de Waldir Calmon, Blecaute e Linda Batista


Evento da AMAR - Associação Marlenista - que aconteceu no Othon Palace Hotel, em Copacabana, no dia 24 de agosto de 2019. O cantor Weber Werneck fez um show-baile com convidados e, além de Waldir Calmon, Blecaute e Linda Batista, outros artistas, que muito fizeram (e ainda fazem) pela música, foram homenageados, como: Marion Duarte, Ellen de Lima, Luciene Franco, Almir Saint Clair, Luiz César Mendes, Rosa Maria Collyn e Luiz Henrique. Para ver mais fotos deste evento, por favor, visite www.waldircalmon.com .

- foto acima: Estou recebendo uma homenagem a meu pai das mãos de Fernanda Dornelles e Ciro Gallo.
- foto 2: A cantora Marion Duarte, Luiz Murillo Tobias (Funjor) e eu
- foto 3: Marion Duarte, Tranka Oliveira e eu
- foto 4: Cantei uma música em homenagem a meu pai e outra em homenagem a Marlene.
- foto 5: A cantora Rosa Maria Collyn
- foto 6: O cantor Almir Saint Clair

2.

3.

4.

5.

6.


Fernando Reski, ator e apresentador do programa de TV Gente Carioca, fez a cobertura do evento. Neste vídeo, as entrevistas com Marcia Calmon, Marion Duarte, Luiz Henrique, Ellen de Lima, Luciene Franco, Ciro Gallo, José Ramalho, Blecaute Jr, Weber Werneck, Luiz César Mendes e Altair Britto.